Dentro do conjunto dos ministérios litúrgicos na Igreja, o leitor tem uma importância fundamental, pois ele é incumbido de proclamar para os irmãos reunidos em assembléia litúrgica a Palavra de Deus. Por meio de sua voz, Deus se comunica com seu povo. A função de proclamar a Palavra de Deus na liturgia é central na liturgia cristã, pois, não existe celebração sem a proclamação da Palavra. Por isto, é um verdadeiro ministério, um serviço prestado a toda a comunidade cristã, que se reúne para celebrar o mistério de Cristo, ouvir sua Palavra e partilhar a Eucaristia.

Existem dois tipos de leitores na liturgia: o leitor instituído, que recebe este ministério num rito litúrgico próprio, e a este ministério somente é admitido os homens. Também há o leitor não instituído, este recebe o ministério por meio de uma bênção litúrgica, prevista no ritual de bênção, e a ele podem ser admitidos qualquer cristão leigo, homens e mulheres. são estes que estão servindo nas missas.

Ser leitor na Igreja é um serviço à Palavra de Deus e à comunidade que se reúne em assembléia para celebrar. O leitor é um mediador entre Deus e a comunidade celebrante. Daí a exigência de exercer tal ministério de maneira digna e eficaz, ele é, por assim dizer, a voz de Cristo para a comunidade.

A constituição sobre a Liturgia Sacrosantum Concilium, do Concílio Vaticano II, afirma no nº. 29 que: “Os leitores… Exercem um verdadeiro ministério litúrgico”. Isto significa que trata-se de um ministério (serviço) comunitário, eclesial, ou seja, prestado em favor de toda a comunidade reunida para celebrar.

O leitor é alguém que, em nome, e com a aprovação da assembléia celebrante, dirige-se a mesa da Palavra, para proclamar em voz alta para todos o que o próprio Deus tem a dizer durante a celebração.

Objetivo

Proclamar a Palavra de Deus com simplicidade e autenticidade.

Metas

  • Formação: Doutrinal (Bíblia – Igreja), espiritual, moral e preparação técnica (prática).
  • Proclamar a Palavra de tal forma que toda Assembleia “ouçam e entendam”.
  • Acreditar e ser testemunha viva do que anuncia;
  • Mediar a palavra entre Deus e a comunidade celebrante;
  • Preparar, treinar, meditar o texto a ser proclamado;
  • Aprofundar a mensagem do texto com antecedência para dar vida e calor a leitura.

Coordenação da AMSL

Cooperador: Agamenon de Assis Silva
Coordenadora: Auxiliadora Freitas França

Coordenação por comunidade

Com. Santo Expedito
Coordenadora: Joselia Barbosa

Com. Imaculado Coração de Maria
Coordenadora: Priscila de Souza Mendes

Com. São Paulo Apóstolo
Coordenadora: Joana Dark Vasconcelos Tavares

Com. Nossa Senhora Rainha da Paz
Coordenadora: Elsifranci Ferreira de Queiroz

Com. Santo Antônio de SANT’ANA Galvão
Coordenadora: Silvia Marria Pereira